Inicio » Catálogo » PSP » Jogos » W-98925

59.95€

Grand Theft Auto: Vice City Stories PSP
[W-98925]

Grand Theft Auto: Vice City Stories PSP

Os anos 80 estão de volta com a chegada de Grand Theft Auto: Vice City Stories á PSP.

Esta segunda edição para PSP da popular série dos videojogos reconstrói todo o ambiente dos anos oitenta, começando pelas músicas, que englobam artistas consagrados como Phill Collins (também aparece digitalizado no jogo) e Dio, passando pelo estilo das roupas e cenários.

Tudo isto agregado a um enredo envolvendo a criminalidade da cidade fictícia de Vice City, em gráficos e jogabilidade clássicas de GTA.

O primeiro "Grand Theft Auto" para a PSP, "Liberty City Stories", teve a missão de popularizar a playstation portátil, tarefa que cumpriu muito bem, ao menos nos EUA.Sendo o maior sucesso da actual geração de consolas, já está habituada a ser "killer app" - abreviação de "aplicativo matador", com grande apelo para vender consolas - a cada novo lançamento.

Se "Liberty City" fez um paralelo com "Grand Theft Auto III", lançado originalmente para PlayStation 2, "Vice City Stories", o mais recente capítulo para a PSP, está intimamente ligado a "Grand Theft Auto: Vice City", também originário da PS2. Na verdade, o jogo para PSP conta o que aconteceu em 1984, ou seja, dois anos antes de "Vice City". O jogador encarna Victor Vance, irmão de Lance. Vic, como é chamado, aparece nas cenas iniciais de "Vice City" e é morto pela SWAT no meio de uma negociação.

Em "Vice City Stories", Vic é um ex-marine de 28 anos, recém-saído da corporação. Sendo assim,a personagem nada muito bem e pode pilotar jet-skis. O facto de as personagens não conseguirem nadar em "Vice City" foi alvo de piadas.

É claro que a personagem pode roubar diversos tipos de veículos - há novos modelos de carros -, como é marca registrada na série "Grand Theft Auto", mas Vic também pilota helicópteros. O comando das motos foi melhorado. Aliás, há um modo de visão em primeira pessoa quando estiver em veículos.

A fictícia Vice City é baseada na ensolarada Miami e, sendo assim, está sujeita a furacões. Esse é um dos novos efeitos climáticos do jogo. Os ventos fortíssimos podem ser fatais para a sua personagem, caso não procure abrigo. O jogador pode se certificar da aproximação desses desastres naturais ouvindo a rádio, que tem programação variada e traz uma selecta banda sonora que remonta à época, sem falar nos hilariantes talk-shows e comerciais.

A editora afirma que a cidade será muito maior que no "Vice City" original. Como o enredo se passa dois anos antes, há algumas construções em andamento e lugares que estão em condições diferentes, mas grande parte será comum aos dois jogos. Agora, a profundidade de visão está bem melhor que em "Liberty City Stories" e pode até mesmo ultrapassar as versões para PlayStation 2. Isso quer dizer que estruturas mais distantes também estão representadas, o que é complicado em máquinas de menor capacidade, como é o caso da PSP.

Novamente, o jogador pode passear por uma enorme cidade virtual. O carregamento de dados é feito de forma dinâmica, ou seja, acontece ao mesmo tempo em que Vic se desloca, sem precisar interromper a acção. O interior dos prédios ganhou mais variedade, mas, desta vez, há um pequeno intervalo para acesso ao UMD. O protagonista não pode escalar muros, um recurso existente em "San Andreas", mas a produtora diz que isso não será necessário.

As animações dos personagens foram revistas. De modo geral, tudo foi aperfeiçoado para ser mais natural. O tráfego e os pedestres têm reações mais humanas, além de aparecerem em concentração maior. Mas a produtora também tomou o cuidado de não fazer aparecer o mesmo modelo de personagens num mesmo ecrán. A selecção de cores promete ser mais rica, reproduzindo um belíssimo pôr-do-sol e todo o seu espetáculo luminoso.

As missões prometem ser mais complexas. Num dos primeiros empregos de Vic, ele faz o papel de um duplo, e precisa pilotar um jet-ski numa determinada rota, a fim de gerar cenas espetaculares. Assim como em "Liberty City Stories", se morrer ou for apanhado pela polícia, pode retomar a missão entrando num táxi estacionado em frente ao hospital ou ao posto de policia.

Como no primeiro "GTA" para PSP, o presente episódio também traz uma modalidade multiplayer via rede sem fios. O funcionamento é similar ao antecessor.

Comentários
Marcas
Pesquisa Rápida
 
Utilize palavras chave para pesquisar Artigos.
Pesquisa Avançada
Informação de Marca
PlayerTec
Página PlayerTec
Outros Artigos
Partilhar Artigo
Partilhar por E-Mail Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no Google Buzz Partilhar no Digg